para amantes da sociologia
blog de ciências humanas

Trabalho escravo no mundo contemporâneo


Trabalho escravo no mundo contemporâneo
Nas letras da lei, a escravidão está extinta, porém, em muitos países, principalmente onde
democracia é frágil, há alguns tipos de escravidão, em que mulheres e meninas são
capturadas para serem escravas domésticas ou ajudantes para diversos trabalhos. Há
ainda o tráfico de mulheres para prostituição forçada


Indústria da pesca e de frutos do mar
Grupos de defesa dos direitos humanos afirmam que milhares de pessoas são forçadas a
trabalhar em barcos de pesca e , caso sejam flagradas tentando escapar, podem ser mortas
ou lançadas ao mar.


Fábricas de maconha' e salões de unha
Acredita-se que cerca de 3 mil crianças
vietnamitas estejam trabalhando em "fábricas de maconha" e salões de unha ,.Uma das
vítimas tinha 16 anos quando chegou ao país com a expectativa de ganhar dinheiro e
mandar para a família foi forçado a trabalhar em uma "fábrica" de maconha


Escravidão sexual
Na República Dominicana turistas estrangeiros participam do comércio sexual uma em
cada quatro vítimas é menor de idade, segundo o estudo da Walk Free. No Brasil, o
primeiro banco de dados sobre tráfico de pessoas e exploração sexual e trabalho escravo
surgiu em 2013, depois de um esforço realizado pela Secretaria Nacional de Justiça, em
colaboração com a UNODC e o Centro Internacional para o Desenvolvimento de Políticas
Migratórias . A pesquisa revelou que pelo menos 475 pessoas foram vítimas de tráfico
humano em 11 estados de fronteira do país entre os anos de 2005 e 2011. As modalidade
de exploração foram desde a escravidão doméstica de crianças e adolescentes


Obrigados a mendigar
crianças na Europa, Ásia, África, América Latina e Oriente Médio são forçadas por
criminosos a pedir esmolas nas ruas tendo que entregar para eles tudo o que ganham. Para
pessoas que não os alimentam direito e não os dão moradia . Não podendo dizer nada a
ninguém pois são ameaçados de castigos severos pelos seus patrões.


Em propriedades particulares
Grande parte da escravidão moderna não é visível para o público ela acontece em casas,
fazendas ou outros tipos de particulares casos mais comuns desse tipo de trabalho escravo
são com domésticas que são forçadas a trabalharem sem voltarem pra casa sem nenhum
tipo de pagamento pelos seus serviços e muitas vezes torturadas pelos seus patrões


 Raio-X do trabalhador escravo
       95% dos trabalhadores são homens
       50 mil resgatados em 1995
       33 e 39% analfabetos ou só chegaram a quarta serie
       83% Vitimas tem entre 18 e 44 anos
       0,024 de trabalhadores foram libertos entre 2003 e 2014             
Índice Trabalho Escravo No Brasil e No Mundo
No Brasil 16,1 mil de pessoas sofrem com o trabalho escravo
Em 2014 eram 155,3 mil
No mundo
45,8 milhões de pessoas
35% delas na Ásia

Nenhum comentário