para amantes da sociologia
blog de ciências humanas

Pensadores do Evolucionismo e Darwinismo Social

Por Jeniffer Modenuti

Herbert Spencer (1820-1903) 
H. Spencer


O inglês Herbert Spencer foi um organicista e evolucionista. Afirmou uma visão da sociedade como um organismo e, portanto, passível de evolução.

Foi Spencer, e não Darwin, quem cunhou a expressão "sobrevivência dos mais aptos".

Ele foi capaz de representar as aspirações da Burguesia Industrial inglesa, justificando e incentivando a concorrência entre os homens. 

O Liberalismo, doutrina política e econômica que dominava na Inglaterra no século XIX, defendia a ideia de livre concorrência. Para isso, partia do princípio que todos são originalmente iguais. Os mais competentes, habilidosos e audaciosos teriam sucesso. 

Assim, o governo e a sociedade burguesa podia se livrar de qualquer responsabilidade pela pobreza.


Thomas Malthus

Eugenia e Higienismo em Francis Galton e Thomas Malthus


Na Europa, América do Norte e mesmo no Brasil houveram diversas políticas higienistas e eugênicas que pregavam a criminalização e marginalização do pobre em detrimento da valorização do rico, saudável, bonito e forte

O primo de Charles Darwin, Francis Galton, empreendeu diversas políticas eugênicas, priorizando o bom nascimento por meio de programas educacionais de casamento entre pessoas saudáveis.

Francis Galton
Thomas Matlhus, com seus estudos sobre as populações, também era simpatizante destas ideias, pregando nenhuma tipo de assistência social por parte do Estado para com os pobres, miseráveis, doentes e analfabetos, afinal, apenas sobrevivem os mais fortes...

A defesa da tese de que existiam raças superiores e inferiores foram
amplamente utilizadas por governos europeus no século XIX e parte do XX.

Eles usavam esta justificativa para dominar países da Ásia e África durante o período do Imperialismo.

Assim, criavam-se condições para o aumento do preconceito contra os povos desses continentes, vistos como inferiores.

Antropólogos Evolucionistas: Edward B. Tylor  & Lewis H. Morgan

E.B Tylor

Eles defendiam que as sociedades passavam de estágios de menos para mais evoluído, passando pela barbárie, selvageria até chegar à civilização.

Logicamente, as sociedades mais primitivas eram as tribais, tal como africanas e asiáticas 

L.H. Morgan
As sociedades mais evoluídas eram as Europeia e Norte Americana, onde a tecnologia e a "civilidade” eram mais desenvolvidas.

Para poder mensurar o nível de evolução de cada sociedade, esses antropólogos estudavam o grau de desenvolvimento das ferramentas, armas e artefatos coletados das diferentes sociedades. 





Estes pensadores refletiram as políticas e práticas de seu tempo. O racismo que vemos presente em suas teorias são apenas tentativas de legitimar, pela ciência, o que a sociedade acreditava e defendia. A ciência é uma faca de dois gumes: pode ser usada para libertar ou aprisionar. Por isso ela precisa ser constantemente questionada e refutada.

Para saber ainda mais sobre esse assunto, click aqui e descubra o que foi o Darwinismo Social.


Nenhum comentário