para amantes da sociologia
blog de ciências humanas

Indústria Cultural no Brasil

Por Ana Flavia Maciel

No Brasil, a televisão passa a ser um mdcm bastante presente no cotidiano da sua população. Em 1950, a televisão surgiu no Brasil e é nesse novo veículo que desenvolveria um dos seus principais produtos culturais, a telenovela.

A telenovela inspirou-se na radionovela, que teve início nos Estados Unidos, no final do século XIX, sendo que esta última originou-se do folhetim, que, como apresentamos no início, surgiu nos jornais franceses, no início daquele século. Além de substituir a radionovela, a telenovela, no final dos anos 60, acabou por decretar também o fim do teleteatro, que realizava adaptações literárias e não tinha um compromisso tão estreito com o mercado.

É interessante observar que o vínculo com o mercado era explícito na telenovela, por isso a importância

Com um custo relativamente baixo, esse tipo de programa torna-se, assim, extremamente atrativo para os anunciantes. Com o tempo, inclusive, os anúncios publicitários se inserem no interior das próprias novelas, através do merchandising, ou seja, produtos, serviços ou marcas aparecem de modo sutil e casual. 



REFERÊNCIAS:

CAMPOS, Maria Teresa Cardoso. Telenovela brasileira e Indústria Cultural. In: <http://www.portcom.intercom.org.br/revistas/index.php/revistaintercom/article/viewFile/446/415>. Acesso em: 22/11/2015.
COELHO, T. O que é indústria cultural. São Paulo: Brasiliense, 1988
NÓBREGA, J. F. Introdução à Sociologia. Rio de Janeiro, 1965.
OLIVEIRA, P. S. Introdução à Sociologia. Ática. São Paulo, 2001.
TOMAZI, N. D. Iniciação à Sociologia. São Paulo: Atual, 1993Apostila Sigma Extensivo, 2010.
Indústria Cultural. Disponível em: <http://www.mundoeducacao.com/filosofia/industria-cultural.htm>. Acesso em 11/11/2015.
Indústria Cultural e Manutenção do Poder. Disponível em: <http://revistacult.uol.com.br/home/2011/02/industria-cultural-e-manutencao-do-poder/>. Acesso em 11/11/2015.

Nenhum comentário