para amantes da sociologia
blog de ciências humanas

Revolução Mexicana (1910-1917)

Porfírio Diaz

CENÁRIO

No México, os traços eminentemente agrários e excludentes de sua economia ganharam maior força durante a ditadura estabelecida por Porfírio Diaz. Governando o México de 1876 e 1911, o chamado “porfiriato” teve como missão política maior preservar os privilégios da elite que abraçou o movimento de independência.

LUTA

Luta emblemática: a busca pela revalorização da cultura indígena e a reforma agrária, ou seja, a distribuição de terras entre os camponeses.
Começou como um movimento popular afastado dos grandes círculos de discussão ideológica e política, marcado por seu caráter popular e social. 




LÍDERES

Esta revolução foi caracterizada por uma variedade de líderes de cunho socialista, liberal, anarquista, populista, e em prol do movimento agrário.
Francisco I. Madero: promessas não cumpridas de reformas sociais que iriam diminuir a exclusão social
Emiliano Zapata – caudilho da região sul – e Pancho Villa, camponês pobre da parte meridional.

  

COMO ACABOU

O movimento teve grande impacto nos círculos operários, agrários e anarquistas a nível internacional pois a Constituição de 1917 foi a primeira no mundo a reconhecer as garantias sociais e os direitos coletivos dos trabalhadores.
Em 1929 foi criado o Partido Nacional Revolucionário (PRN), resultado da unificação das diferentes correntes revolucionárias do México. 

Nenhum comentário